Pepita

Por Os Cães do Parque

Segundo pesquisas, a grande maioria dos cães que circulam sem dono pelas ruas em estado de abandono, não foram, de fato, abandonados de forma deliberada, mas sim negligenciados: saíram de casa porque alguém deixou o portão aberto, perderam-se e nunca mais voltaram.

Ainda há quem pense, mesmo nas grandes metrópoles, como talvez faça sentido em áreas rurais: "ele sai pra dar uma voltinha na rua, depois volta".

No dia 13 de Outubro de 2011, a cachorrinha pequenina foi vista zanzando perigosamente por uma rua movimentada. Ela seguia algumas pessoas, que julgamos serem seus donos - mas não eram. Bobinha e desorientada, seria fatalmente atropelada.

Deu trabalho capturá-la, mas tirá-la da rua era totalmente necessário.


Pequena, gordinha e aparentemente bem tratada, a desconfiada cachorrinha com todas as características de um basset dos menores, obviamente não estava abandonada: com toda certeza fugira de alguma casa das redondezas.

Ela não tinha nenhuma identificação. Nenhuma faixa ou cartaz apareceu nas redondezas onde foi encontrada pelos dias seguintes.

Pepita, como foi batizada, precisava de um novo lar: mas um lar de gente responsável, que lhe desse a devida proteção e que realmente se importasse com ela.


Em poucos dias, passou por todos os procedimentos de praxe: foi castrada, vacinada, vermifugada, mimada e bem alimentada.

Não foi necessário nenhum grande alarde para lhe conseguir, em poucos dias, um bom lar: o Guilherme e a Thaís, convictos em realizarem a adoção e com todas as condições de darem uma vida bacana para a pequenina, nem nos deram tempo para dúvidas.


Desde o dia 22 de Outubro de 2011, a Pepita já mora em seu novo e - temos certeza - definitivo lar, sob a proteção de seus novos 'pais'.




3 comentários:

  1. Como pode ser tão linda? Ai, como eu queria ser mãe de uma belezinha dessas!

    ResponderExcluir
  2. que coisa mais lindaaaaaaaaaaaaaaaaa FÁTIMA ANGELO

    ResponderExcluir